01 out

Revoada de Siriris: perigosa ou inofensiva?

O fenômeno é muito comum a partir do mês de setembro, quando as temperaturas começam a subir e o clima fica mais úmido, e sempre no período da tarde, perto do anoitecer, quando eles começam a voar em torno das lâmpadas. Com a chegada da Primavera e do Verão, as revoadas são mais intensas e costumam durar até janeiro. Alguns acham que são insetos inofensivos, mas você sabia que eles podem representar um grande perigo principalmente para o seu patrimônio?

Os siriris (ou “aleluias”, como também são conhecidos), são cupins subterrâneos alados, ou seja, com asas. Os reprodutores tomam esta forma voadora quando estão no período de acasalamento. As revoadas são verdadeiros “voos nupciais”, onde machos e fêmeas buscam um local adequado para se reproduzir, que pode ser árvores, residências, móveis e até mesmo, embarcações. Como aqui no Litoral é bem comum que as construções tenham como base a madeira, já imaginou o problema que uma “simples revoada” pode causar?

Após encontrarem um local seguro, os siriris soltam suas asas e partem para o acasalamento, iniciando uma nova colônia com a colocação dos ovos. Em alguns meses a colônia já está formada, infestando todo o local. A rainha ficará na colônia, colocando de 3 a 4 mil ovos por dia durante toda a vida, que pode durar cerca de 30 anos.

Mas não há motivo para pânico! Com alguns cuidados, é possível deixar sua casa e sua família livre dessa praga.

  1. Se possível, mantenha as portas e janelas fechadas durante a revoada, que normalmente não dura mais do que uma hora.
  2. Deixe o menor número possível de lâmpadas acesas dentro de casa. Elas ajudam os insetos a infestarem a casa, pois são atraídos pelas luzes acesas. Tomando esses cuidados você diminuirá o numero de insetos no interior da edificação.
  3. Mas mesmo assim a entrada dos cupins é inevitável, por isso, a melhor solução ainda é a prevenção. Recomendamos que você realize periodicamente um tratamento preventivo de descupinização para evitar que sua casa sofra futuras infestações de cupins subterrâneos pelo solo.
  4. Além disso, faça uma desinsetização em sua casa, de maneira preventiva. Isso evitará que eles andem livremente pelo chão quando conseguirem entrar, ou penetrem nos móveis e estruturas de madeira.

Consulte a DDmares sobre os serviços e fique tranquilo cuidando de sua família e amenizando prejuízos em seu patrimônio.

Dicas relacionadas

Adicionar um comentário